Quer ter Informações estratégicas na hora de fazer suas Compras?

Quer fazer cotações de forma rápida e prática para sua empresa?

Quer ganhar mais Tempo Para gerir seu compras?

Quer aumentar a lucratividade da sua empresa?
CLIQUE AQUI E TESTE POR 15 DIAS GRÁTIS

BLOG DA COTASUL

20 Termos utilizados no Departamento de Compras: Saiba Todos...

Já se deparou com uma sigla ou um termo, diferente as do seu vocabulário, usada no departamento de compras e logística e ficou com vergonha de não saber o que significa? Pensando neste momento constrangedor, listamos as siglas e os termos mais utilizados no seu departamento.

 

Saving: Indicador de resultado, que serve para medir o ganho por compra, medindo a eficiência do departamento de compras e a capacidade de gerar lucratividade.

Strategic Sourcing: Metodologia que analisa profundamente o custo total de aquisição de cada família de produtos ou serviços através de seu mapeamento, entendimento e avaliação das especificações destes materiais, níveis de serviço e de seu mercado fornecedor.

Supply Chain: Sua tradução é Cadeia de Suprimentos, é o entrelaçamento criado entre diferentes empresas com o objetivo de entregar determinado produto ou serviço de qualidade ao consumidor final, ou seja, é o relacionamento entre todas as partes envolvidas, desde fabricantes, fornecedores, transportadores, armazéns, varejistas até os consumidores em si.

CIF: Custo, Seguro e Frete. Neste caso, o material cotado já tem tudo embutido no preço, ou seja, é posto no destino.

Kanban: Técnica japonesa com cartões, que proporciona uma redução de estoque, otimização do fluxo de produção, redução das perdas e aumento da flexibilidade.

Benchmarking: Verificar o que as empresas líderes no seu segmento de mercado estão utilizando de processos e adaptar o modelo, de acordo com o seu dia a dia (próprias características).

FOB: Free On Board ou Preço sem Frete Incluso (posto a bordo). Tem algumas variações de FOB. Pode ser FOB Fábrica, quando o material tem que ser retirado e FOB Cidade, quando o fornecedor coloca o material em uma transportadora escolhida pelo cliente.

MRP: Material Requirements Planning ou Planejamento das Necessidades de Materiais.

BTB ou B2B: Business-to-Business ou comércio eletrônico entre empresas.

SRM: Gestão do relacionamento com fornecedores é um conjunto de ações e procedimentos que visa que sua empresa tenha controle e gerenciamento sobre a cadeia de fornecedores de forma a auxiliar na tomada de decisões e negociações.

Gargalo ou Bottleneck: Instalação, função, departamento ou recurso que impede a produção, pois sua capacidade é inferior ou idêntica à demanda.

BTC ou B2C: Business-to-Consumer ou comércio eletrônico de empresas para o consumidor.

Lote econômico ou lote de mínimo custo: Considerando que para avaliar o gasto total de compra de determinado produto ou grupo de produtos é necessário verificar o custo de aquisição, custo de transporte, e custo de manutenção de estoque, e que quanto maior a quantidade adquirida menor o preço do produto e do transporte e maior o custo de manutenção do estoque, consiste em verificar através de arranjos de simulação, qual é o lote de compra que tem o menor custo total.

Compra Especulativa: É quando mesmo não havendo necessidade da aquisição, poderá ser feita, baseada em fatores como contratos, previsões de aumento de preços, incertezas da disponibilidade do material em um futuro próximo e políticas estratégicas.

E-Procurement: Processo de cotação de preços, compra e venda on-line.

Just-in-Time ou JIT: é atender ao cliente interno ou externo no momento exato de sua necessidade, com as quantidades necessárias para a operação/produção, evitando-se assim a manutenção de maiores estoques.

Lead Time: Tempo compreendido entre a primeira atividade até a última de um processo de várias atividades.

Set-up: tempo compreendido entre a paralisação de produção de uma máquina, a troca do seu ferramental e a volta de sua produção.

Margem de Contribuição: É igual ao valor das Vendas menos o valor dos Custos Variáveis e das Despesas Variáveis.

Ponto de Ressuprimento: Quantidade determinada para que ocorra o acionamento da solicitação do Pedido de Compra. Também determinado “Estoque Mínimo”.

Comentários (2)
  • João Fran
    20/03/2019
    Analisar viabilidade de atendimento do fornecedor com base nos pilares QCDDMF e realizar a seleção; O que significa QCDDMF ?
  • José Luciano
    07/05/2017
    Receber
Deixe um comentário

Nome *

E-mail *

Mensagem *

EFETUE SEU LOGIN

Esqueceu sua senha?